Mais de 10 Milhões

de horas reduzidas dos motoristas

Mais de 5 Milhões

de galões de combustível economizados

Mais de US$ 100 Milhões

de economia de custos devido a congestionamentos em horários de pico

Visualizando no momento

A estrada está operando no limite de sua capacidade

Atlanta nunca foi conhecida pelo trânsito rápido. Mas uma explosão populacional na região metropolitana de Atlanta, mais de 80% de crescimento nas últimas duas décadas, e a expansão das fronteiras regionais impulsionaram sua capacidade viária ao limite. Os engarrafamentos estavam prejudicando as oportunidades econômicas, a segurança e a qualidade de vida.

O layout da estrada, uma rede predominantemente radial de vias locais e interestaduais, deixou a região com poucas opções para melhorar o fluxo de tráfego. O Departamento de Trânstio da Geórgia (Georgia Department of Transportation — GDOT) questionou: Se a rede não podia ser maior, poderia ficar mais inteligente?

Expandindo a rede de tráfego e a colaboração entre agências

Nossos especialistas em mobilidade ajudaram o GDOT a fortalecer seu Programa Regional de Operações de Trânsito (Regional Traffic Operations Program — RTOP), criando uma cultura colaborativa entre os recursos de nossa equipe, o GDOT, agências locais e inúmeros fornecedores de Sistemas de Transporte Inteligente inovadores. Eles imaginaram um programa que prestasse serviços para dar suporte a metas regionais e fornecesse relatórios transparentes e acessíveis a todos os stakeholders.

O compartilhamento de recursos, incluindo as habilidades e a experiência das pessoas, e o controle de ativos de campo melhorariam o gerenciamento de rede, a tomada de decisões orientada por dados e a colaboração entre as equipes de trabalho do GDOT e os stakeholders. Os Arcadianos responsáveis pelo gerenciamento de projetos estabeleceram um ambiente para melhorar a cooperação regional, buscando tecnologias que ampliassem os recursos dos engenheiros e permanecessem ágeis o suficiente para resolver desafios não previstos, como o colapso da ponte I-85, em 2017.

"Vimos uma região tentando gerir o seu problema de engarrafamentos com diferentes agências e prioridades. Havia um enorme potencial para melhorar o fluxo do trânsito se todos os recursos necessários fossem gerenciados por uma equipe. Isso efetivamente atingiria os objetivos finais do programa na região", disse Shahram Malek, Vice-Presidente da Arcadis.

Milhões de horas dos motoristas e galões de combustível economizados

O RTOP atual é composto por 3.200 semáforos em 24 agências e utiliza ferramentas digitais e melhora a comunicação para monitorar e controlar o fluxo de trânsito da região. Os monitores intuitivos em tempo real e os recursos do sistema ajudam as equipes a compartilhar percepções sobre problemas de rede e possíveis soluções. Uma rede de comunicação regional que abrange todas as agências garante uma rede unificada de controle de trânsito.

A operação de semáforos de trânsito do GDOT está melhorando as operações e a confiabilidade, eliminando mais de 10 milhões de horas de motoristas e economizando mais de cinco milhões de galões de combustível. O RTOP também está criando um efeitos cascata significativo em toda a região, indo além do programa principal. Com o GDOT gerenciando algumas sinalizações dos condados, as agências locais têm mais recursos que podem direcionar para ativos fora do RTOP, melhorando a prestação de serviços públicos.

O sucesso na categoria levou a uma expansão de 400% do escopo original do programa para gerenciar os engarrafamentos utilizando AAM na região metropolitana de Atlanta e arredores, e a equipe continua explorando maneiras de inovar em fases futuras. À medida que o RTOP se expande e os veículos conectados e autônomos se tornam mais comuns, a tendência de Atlanta aos engarrafamentos pode se tornar uma coisa do passado.


Recursos usados

Connect with {name} for more information & questions

Arcadis will use your name and email address only to respond to your question. More information can be found in our Privacy policy