Anurat Kaeocha é engenheiro civil e hídrico e trabalha para nossa empresa na Tailândia. Ele começou sua carreira na Holanda antes de voltar para o nosso escritório em Bangkok. Como parte do programa Shelter, Anurat ajudou a ONU-Habitat a lidar com a ameaça de deslizamentos causados pelas mudanças climáticas na região da fronteira com Laos.

MINUTES

You have not accepted cookies yet

This content is blocked. Please accept cookies for 'Embedded videos'. You can do this here.

A base cultural de Anurat é tailandesa, mas ele nasceu na fronteira, perto de Laos. Ele fala tailandês e laociano fluentemente. Posteriormente, ele se mudou para Bangkok para conquistar seu diploma de bacharel antes de se mudar para a Holanda, onde concluiu um mestrado em gestão da água pela Universidade de Tecnologia Delft. Logo após concluir seus estudos, Anurat foi contratado na Arcadis da Holanda em 2008, onde trabalhou até a transferência para a Arcadis da Tailândia, em 2015. A herança cultural e a experiência técnica de Anurat fizeram com que ele se qualificasse de forma única para participar das missões Arcadis Shelter, em apoio aos esforços da ONU-Habitat para melhorar a qualidade de vida das pessoas que vivem em vilarejos rurais no Laos.

 

 

Minha primeira missão no Laos realizei como parte de uma equipe internacional do programa Shelter, trabalhando em um projeto de adaptação climática, relacionado à criação de sistemas hídricos em 189 vilarejos ao redor da região sul de Laos. A ONU-Habitat solicitou que fizéssemos uma revisão intermediária para ver se o projeto era relevante, eficaz, eficiente e sustentável. Como eu já estava muito familiarizado com a região e falo a língua local, a ONU-Habitat pediu meu apoio para o programa Shelter em uma missão de acompanhamento no Laos. Essa segunda missão consistia em lidar com os riscos de deslizamentos de terra na parte norte do país. O Laos passa por períodos de chuvas pesadas, que podem levar a condições de vida muito perigosas em aldeias. O norte é montanhoso e as chuvas de lá causaram muitos deslizamentos de terra, que mataram muitas pessoas.


Laos na linha de frente das mudanças climáticas

Um assentamento na zona rural do Laos ameaçado por chuvas fortes e enchentes


Os efeitos reais das mudanças climáticas


Em junho de 2019, Anurat e a colega Claire Danby (da Arcadis no Reino Unido) viajaram para o norte de Laos, onde um enorme deslizamento de terra tinha matado mais de 200 pessoas no ano anterior. O Governo Laociano havia pedido à ONU-Habitat que ajudasse com a experiência de planejamento para promover um desenvolvimento resiliente. A ONU-Habitat pediu ao Programa Arcadis Shelter para receber apoio técnico e orientação prática na prevenção de deslizamentos de terra e ajuda na identificação de locais seguros para reinstalar comunidades rurais. Anurat ficou à disposição para fazer avaliações de risco e para verificar se os planos de reinstalação do governo eram sólidos. Durante seu tempo lá, ele conversou com moradores e representantes do ministério de obras públicas, prefeitos de cidades e consultou a ONU-Habitat sobre como melhorar os planos já existentes.


Uma coisa que ficou clara durante as missões no Laos é que as pessoas de lá estão realmente na linha de frente da mudança climática. Muitas das pessoas com quem conversei falaram sobre como as coisas mudaram. Elas veem que as estações chuvosas estão muito mais úmidas e as secas estão muito mais intensas. Para eles, a mudança climática é um fato. E isto teve um impacto terrível sobre estas pessoas, algumas vivendo em extrema pobreza.


Laos na linha de frente das mudanças climáticas

Anurat e Claire durante sua Missão do Shelter


Uma oportunidade de transformar o mundo


Ainda há muito trabalho a ser feito para garantir que ninguém que vive na zona rural do Laos esteja em perigo, mas Anurat está muito feliz por ter sido capaz de usar suas habilidades profissionais para contribuir com soluções. A participação no programa Shelter também lhe deu orgulho de trabalhar na Arcadis.


Laos na linha de frente das mudanças climáticas


Acho muito bom que a Arcadis tenha o programa Shelter. Estou feliz por trabalhar em uma empresa que está criando oportunidades para seus colaboradores criarem um mundo melhor. Durante as missões do Shelter, aprendi que posso fazer muitas coisas diferentes. Eu só precisava da oportunidade. O Shelter me ajudou a melhorar minhas habilidades técnicas e de comunicação. Foi uma experiência realmente fantástica. Antes de ir para essas missões, eu pensava que era uma pessoa pequena, em termos do impacto que posso causar. Mas agora sei que isso não é verdade. Posso fazer muito. A Arcadis me deu essa incrível oportunidade de me desenvolver e ajudar a transformar o mundo.


A ONU-Habitat está em negociações com funcionários do governo local no Laos, com o objetivo de planejar potencialmente futuras missões do Shelter para aquela região.

Connect with {name} for more information & questions

Arcadis will use your name and email address only to respond to your question. More information can be found in our Privacy policy