• Serviços: Gerenciamento de Programas e Projetos
  • Setores: Água, Energia e Fontes Renováveis

Integração do Rio São Francisco

Nordeste do Brasil (Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte), Brasil - Visando assegurar a oferta de água para 12 milhões de habitantes em 360 municípios, o Projeto de Integração do São Francisco é atualmente a maior obra de infraestrutura hídrica para usos múltiplos e prevê a integração do Rio com Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional do país.

12 milhões de habitantes em 393municípios

beneficiados com água potável

720 km

de canais

Água potável para 12 milhões de pessoas em 393 municípios

A região Nordeste do Brasil concentra 28% da população do País, mas possui apenas 3% da água superficial disponível, da qual 75% está concentrada no Rio São Francisco. No semiárido de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará, a população dispõe de pouco mais de 400m³ de água, por habitante, por ano (menos de 1/3 da quantidade mínima estabelecida pela Organização das Nações Unidas). Além disso, atualmente, há trechos do rio assoreados e com a qualidade das águas comprometida por lançamento de esgotos sem tratamento e agrotóxicos.

Visando assegurar a oferta de água para 12 milhões de habitantes, em 393 municípios, e oferecer abastecimento e regularização dos açudes (sinergia hídrica), o Projeto de Integração do São Francisco é atualmente a maior obra de infraestrutura hídrica para usos múltiplos sendo executada diretamente pelo governo federal e prevê a Integração do Rio São Francisco com Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional.

Trata-se de uma obra grandiosa, de caráter regional, econômico e socioambiental, especialmente pela dimensão territorial, envolvida com construções de canais, reservatórios, aquedutos, túneis e estações de bombeamento, para vencer o relevo da região, por aproximadamente 720 km.

Nesse empreendimento, a Arcadis atua diretamente no gerenciamento de cerca de 80 empresas, como projetistas, construtoras, supervisoras, fornecedoras de equipamentos eletromecânicos e instituições do governo brasileiro, bem como órgãos ambientais, prefeituras, companhias elétricas, agências de água, entre outros.

Além disso, e como parte do escopo de gerenciadora desse empreendimento, a empresa atua também apoiando o Ministério da Integração Nacional em soluções complexas das engenharias (civil, mecânica, hidráulica e elétrica) e questões institucionais. Atualmente a obra encontra-se com 78% concluída e com previsão de conclusão da primeira etapa para 2017.

Resultados

12 milhões de habitantes em 393municípios

beneficiados com água potável

720 km

de canais

Geração de empregos

e promoção de inclusão social