• Pesquisa

Índice de Cidades Sustentáveis Arcadis 2016

O Índice de Cidades Sustentáveis da Arcadis explora as esferas relacionadas a Pessoas, Planeta e Lucro (Social, Ambiental e Econômico) para ranquear as 100 maiores cidades do mundo.

Colocando as pessoas no centro da sustentabilidade

Faça o download do relatório completo de 2016

Compare os resultados de diferentes cidades do mundo

As cidades estão sob pressão sob diferentes aspectos: alguns mais fáceis de prever, outros mais difíceis. Equilibrar as necessidades imediatas de hoje sem comprometer as exigências de amanhã está no coração da sustentabilidade e deste relatório. O Índice de Cidades Sustentáveis da Arcadis (2016) classifica 100 cidades globais sob três dimensões, ou pilares, da sustentabilidade: Pessoas, Planeta e Lucro. Estes representam a sustentabilidade social, ambiental e econômica para apresentar um panorama da saúde e riqueza das cidades para o presente e o futuro.

Cidades europeias bem estabelecidas dominam o topo do ranking geral ocupando 16 das 20 primeiras posições. Junta a elas, estão as cidades asiáticas de Singapura (2º lugar), Seul (7º) e Hong Kong (16º), bem como a capital da Austrália, Canberra (18º). Cidades ao redor do mundo estão vivendo em extremos, sem equilibrar os pilares da sustentabilidade. Enquanto assumem a liderança em alguns aspectos, muitas vezes estão bem abaixo em uma das áreas da sustentabilidade. Como as cidades podem garantir que, à medida que desenvolvem e implementam estratégias e políticas para enfrentar os desafios que enfrentam – da parte ambiental ao desenvolvimento socioeconômico – possam fazer isso de uma forma que colocam as pessoas em primeiro lugar e à frente de sua sustentabilidade?

Pessoas

O subíndice “Pessoas” avalia saúde (expectativa de vida e obesidade), educação (nível e universidades), desigualdade de renda, equilíbrio pessoal e profissional, nível de dependência, crime, espaços verdes das cidades e custos de habitação e de vida. Estes indicadores podem ser amplamente considerados como o necessário para avaliar "qualidade de vida". Clique para ver o subíndice Pessoas.

Planeta

O subíndice “Planeta” classifica cidades em relação a consumo de energia e quota de energias renováveis, taxas de reciclagem e compostagem, emissões de gases de efeito estufa, risco de catástrofe natural, água potável, saneamento e poluição do ar. Estes indicadores podem ser considerados como o necessário para avaliar "green factors/fatores sustentáveis”. Clique para ver o subíndice Planeta.

Saúde Econômica

O subíndice “Lucro” avalia o desempenho sob uma perspectiva de negócios, combinando índices de infraestrutura de transportes (ferroviário, aéreo e congestionamentos), facilidade de fazer negócios, turismo, PIB per capita, a importância da cidade em redes econômicas globais, conectividade (celular e acesso de banda larga) e taxas de emprego. Estes indicadores podem ser considerados como o necessário para avaliar "saúde econômica". Clique para ver o subíndice “Lucro”.